A partir de amanhã (16) haverá aumento nos preços dos combustíveis no Piauí.

combustiveis

A partir de amanhã (16) o Piauí e mais sete estados e o Distrito Federal terão novos preços médios de combustíveis para consumidores finais. Os novos valores foram definidos pelo Conselho Nacional de Política Fazendária – Confaz – e foram  publicados no Diário Oficial da União – DOU  da última quinta-feira (10).

As alterações valerão, além do Piauí, para o Distrito Federal, Alagoas, Amazonas, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia e São Paulo.  O preço cobrado hoje em Teresina pelo litro da gasolina comum varia de R$ 2,66 a R$ 2,89.

O aumento mais expressivo é do Amazonas. Segundo o último ato do Confaz, de junho, o preço médio da gasolina estava em R$ 3,1325. São Paulo e Rio de Janeiro registraram redução. Os valores, segundo ato de junho, eram, respectivamente, de R$ 2,881 e R$ 3,1935.

O Acre tem o valor mais caro do combustível, de R$ 3,3888 o litro. Em São Paulo, o preço médio da gasolina é o mais baixo.

As elevações mais significativas foram observadas no estado de Amazonas, onde o diesel, segundo ato do Confaz de junho, estava custando em média R$ 2,5564, e no Rio de Janeiro, que tinha preço médio de R$ 2,5022.

No Acre, o litro do diesel é o mais alto: R$ 3,0314. No Mato Grosso do Sul o preço, de R$ 2,30, é o menor valor médio do país.

Distrito Federal, Piauí, Rio de Janeiro e São Paulo tiveram redução no preço médio do etanol. Mesmo assim, para quem tem carro flex no Piauí não compensa abastecer com etanol, quando se coloca na ponta do lápis, a economia é maior abastecendo com gasolina. A queda mais expressiva foi em SP, de aproximadamente R$ 0,02. Em Rondônia o custo aumentou R$ 0,07.

O Amapá tem o preço médio mais elevado: R$ 2,80 o litro do etanol. Em São Paulo, o valor é o menor do país.

Para ver o ato do Confaz com os preços médios dos combustíveis em todos os estados, publicado nesta quinta-feira no DOU.

Fonte: Agência CNT

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário

UA-45164301-1